Ilha de calor urbano (ICU)

Quando se fala de ilhas de calor não são propriamente ilhas paradisíacas para passar as férias, trata-se de um dos problemas das cidades onde a maior parte de nós vive hoje em dia.

Em semana de cimeira de acção climática decidimos abordar o assunto das ilhas de calor urbano.

 

Existe cada vez mais população nas cidades e prevê-se que este número continue a aumentar. Esta expansão urbana faz com que se alterem profundamente os usos do solo, quer com o aumento de áreas pavimentadas e impermeáveis quer com o aumento da edificação.

Enquanto que pavimentação e edificação aumentam os espaços verdes e permeáveis vão diminuindo.

Assim, há uma grande concentração de energia nas cidades que faz com que a sua temperatura seja superior quando comparada com os arredores.

Este fenómeno é conhecido por ilha de calor urbano (ICU).

Na Europa, estas diferenças de temperatura andam na ordem dos 5-8º. Em Lisboa chegam a registar-se valores na ordem dos 8º em relação à temperatura dos arredores.

Os espaços verdes são essenciais para contrariar esta tendência. Mais espaços verdes e mais áreas permeáveis nas cidades ajudará a atenuar este efeito. Em relação à vegetação: têm influência as espécies escolhidas assim como as suas características: porte, dimensão da copa ou compasso de plantação. Ao nível da construção também os materiais escolhidos têm influência e até a geometria da construção, devendo-se evitar construir em zonas de vale e ainda respeitar a direcção dos ventos dominantes.

 

Destaco alguns aspectos do valor da vegetação nas cidades:

Filtro natural à poluição atmosférica e das águas

Manutenção da biodiversidade

Regularização de amplitudes térmicas

Fixação de poeiras, protecção dos ventos

Circulação da água

Criação de espaços para recreio e lazer

Manutenção e valorização da paisagem

Controlo de risco de erosão do solo

 

O efeito de ICU tem sido estudado um pouco por todo o mundo, é algo que realmente faz parte das cidades hoje em dia e que deve ter sido em consideração no planeamento e projecto de novos espaços nas cidades.

Post a comment: